Banheiro: o vilão das infiltrações

Infiltrações no banheiro podem comprometer outras áreas do apartamento e até do edifício Infiltrações no banheiro podem comprometer outras áreas do apartamento e até do edifício

Veja como identificar os sinais e como evitar o problema.

Vazamentos e infiltrações são fontes de atrito entre vizinhos, incomodam os moradores e tiram a paciência de qualquer um. Em muitos casos, a origem da infiltração está no banheiro, um dos vilões dos vazamentos já que abriga chuveiro, torneiras, hidras e até banheiras. Os sinais de alerta, geralmente, são manchas de umidade - em forros, lajes, paredes, entre os rejuntamentos dos azulejos - e gotejamentos em luminárias e em registros.

Contudo, segundo o engenheiro Alexandre Chambarelli de Novaes, há infiltrações que ocorrem de modo oculto em registros de chuveiro e trincas nas tubulações hidrossanitárias, que se acumulam provocando o escorrimento de águas e até o desabamento repentino de forros. Para o engenheiro, muitas vezes, são problemas na execução das instalações e utilização de joelhos (peças de conexão hidráulicas) sem reforço metálico.

“Em alguns casos, ocorre por falhas nos projetos, na dimensão da pressão hidráulica, que faz com que trabalhem forçadamente. Isso também se verifica quando, na execução da instalação, as tubulações não são colocadas nem no prumo nem no alinhamento, forçando as peças como joelhos e curvas a se romperem pelo desgaste”, explica, lembrando que cada caso deve ser verificado por profissional habilitado que resolve investigando o local, quebrando ou demolindo em torno das manchas, atrás do caminho das águas.

Considerado um ponto crítico dos banheiros, já que possui maior e mais constante fluxo de água, o box com rejunte desgastado ou com problemas de impermeabilização pode ser um foco de infiltração. “É comum que isso ocorra em torno dos ralos, e os moradores devem realizar manutenções periódicas a cada seis meses a um ano ou quando identificarem que houve quebra ou soltura de algum desses rejuntamentos. Os rejuntes dos banheiros devem ser do tipo flexível (não rígidos), para que não trinquem e devem ser misturados com aditivos impermeabilizantes”, aponta o engenheiro.

Infiltração pode afetar até a fachada

O grande problema, de acordo com o engenheiro, é que infiltração no banheiro pode comprometer outras áreas do apartamento: afetam paredes divisórias, que se ligam à sala, quartos, escritório e ao corredor. Há banheiros, acrescenta Alexandre, localizados em pilotis, que afetam até mesmo as garagens. A infiltração também pode se expandir para a fachada, danificando o reboco exterior e a pintura, prejudicando a estética do imóvel.
Por isso, a manutenção periódica é importante, especialmente nos apartamentos mais antigos que, comumente, exigem até a troca dessas instalações. “Mas é preciso cuidado, pois durante as reformas, ocorrem, inadvertidamente, rompimentos de outras tubulações, de vizinhos, que só ficam sabendo algum tempo depois. Há profissionais desonestos que escondem o dano deixando o problema para o proprietário ou o condomínio resolver”, aponta.
O engenheiro destaca ainda que existem infiltrações vinculadas à área comum que, nesse caso, são de responsabilidade do condomínio. “Muitas vezes, os condôminos ficam brigando entre si e as soluções são bem simples. Muitos problemas se resolvem somente com a manutenção do rejuntamento ou da troca de peças e de suas vedações que, em um dia, pode ser resolvido, evitando que os dissabores se prolonguem”.

Dicas de manutenção

Para os moradores
Verificar se há gotejamentos, manchas de umidade, manchas ou solturas nos rejuntamentos, em torno dos ralos; se os sifões dos lavatórios estão entupidos; se os chuveiros estão tortos ou mal instalados (isso ocorre quando a tubulação interna está enviesada, provocando pressões nos joelhos, que pode ser corrigido num reparo ou numa reforma)

Para os síndicos
O zelador pode inspecionar os apartamentos em todas as áreas molhadas, testando registros, torneiras e válvulas de descarga. Controlar o consumo de água para que se identifique algum vazamento oculto é uma forma de evitar despesas de grande vulto ao condomínio

O condomínio deve ter todos os documentos técnicos da construção arquivados: plantas, projetos arquitetônicos estruturais e de instalações prediais e especificação de materiais. Isso servirá para futuras manutenções, reformas e perícias, e auxiliará na busca pela solução imediata pelo condomínio

O ideal é que cada morador possua a planta interna de suas instalações e saiba por onde passam as tubulações nas paredes.

Fontes: Amadeus Morgado Chambarelli de Novaes e Alexandre Chambarelli de Novaes

Serviços:

Veja empresas fornecedoras de serviços na área da construção civil.

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!




  • A-
  • A+
Enquete

Descreva como é a gestão no seu condomínio

Auto Gestão (Não tem auxilio de administradora/contabilidade) - 16.1%
Auto Gestão Assistida (Contrata serviços terceirizados de contabilidade) - 17%
Gestão com empresa administradora - 32.1%
Síndico Profissional (com administradora) - 27.7%
Síndico Profissional (sem administradora) - 5.4%
SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2019-12-06 00:43:56' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2019-12-06 00:43:56' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora